terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

O escafandro e a borboleta

O escafandro e a borboleta é um livro escrito por Jean-Dominique Bauby, ex-redator-chefe da revista "Elle". Após um acidente vascular cerebral, Jean-Do passou a sofrer do que a medicina chama de "locked-in syndrome". Ele não podia mexer, falar, comer e nem respirar sem ajuda de aparelhos. Só um olho se mexia. Esse olho, o esquerdo, era seu único vínculo com o mundo e através dele conseguiu criar um novo meio de se comunicar e escrever esse livro. Nele, Bauby conta sobre como é estar nesse escafandro onde voam borboletas.

Edição brasileira

Edição francesa

Edição americana

Em 2007, foi lançado o filme baseado no livro de mesmo nome (Le Scaphandre et le Papillon), dirigido por Julian Schnabel.


Jean-Do, com a ajuda de sua fonoaudióloga, estabeleceu um novo método de comunicação em que outra pessoa fala o alfabeto na ordem de maior frequência das letras no francês. Quando a letra correta fosse dita, ele piscaria. Dessa forma iam-se formando palavras.

Imagem do filme

Assim, em dupla com Délio Faleiro, criamos uma novo projeto gráfico que buscou trabalhar com os contrastes. A felicidade e tristeza de Jean-Do. O aprisionamento e ao mesmo tempo liberdade que ele sentia a cada dia. Trabalhamos com as letras e o vôo da borboleta que se estende, se entrelaça e forma uma barreira, um escafandro.

Para ressaltar esses aspectos propomos uma sobrecapa em vegetal que aprisione o livro, a borboleta de Bauby, seus pensamentos, leves e ternos.


Foi pensado como ação de ponto de venda um painel com um caça-palavras. Às palavras a serem buscadas são os capítulos do livro.